Arrasando, sem medo de ser feliz!

Tudo o que sabemos dessa pessoa é, seu nome, Ione Machado, sua profissão, jornalista (?!) e seu telefone, 9765-2421 (?!?!)… Uma estrela, de fato! ;P

Metal na veia!

Um bebê sentado em sua cadeirinha em um carro tenta dormir, mas… sua paixão pela música heavy metal fala mais alto. Seus pais ligam o som, e ele, que estava quase pegando no sono, acorda para curtir como um bom metaleiro: balançando o pescoço e o bracinho, com a mão fechada. No fim, sem tirar a chupeta com estampa de caveira, diz tchau e manda beijo. #rilitros

Nome estranho? Bem-vindo à Cultura Inglesa!

Pois é, essa é a sacada da nova campanha publicitária da Cultura Inglesa. A escola de inglês resolveu dar bolsas de estudos para pessoas cujo os nomes são escritos em inglês precário, pode-se dizer.

Talvez os pais dessas criaturas estejam mais necessitados do que os pobres filhos, não?! hahah De qualquer forma, mega criativa a campanha, e se você tem nome estranho, manda bala! ;P

Videoclip em Stop Motion

O criativo videoclip abaixo é do cantor e compositor Oren Lavie. Além da boa música, o conceito Stop Motion usado no video dá o toque especial pro conjunto videoclip.

Os modelos são movimentados e fotografados quadro a quadro. Estes quadros são posteriormente montados em uma película cinematográfica, criando a impressão de movimento, foto por foto. Nesta fase podem ser acrescentados efeitos sonoros como fala ou música. Um dos muitos filmes feito com a técnica de stop motion foi O Estranho Mundo de Jack (1993), de Tim Burton. A Fuga das Galinhas, A Noiva Cadáver, Wallace e Gromit, O Fantastico Sr. Raposo (2009), de Wes Anderson, são exemplos de filmes em stop motion” – by wikipedia.

Vale a pena! Fica a dica! 😉

Politicagem é a bola da vez

Vamos todos fazer politicagem a partir de agora. “Não está satisfeito no trabalho? Quer subir rápido e ganhar aquela promoção? Quer se livrar daquele colega que compete com você? Quer culpar alguém por aquele seu deslize?”. A idéia é tão boa que parece até anúncio de algum produto da empresa fictícia Tabajara, “Seus problemas acabaram! Chegou o Politicalization in Company Tabajara!”. E a politicagem venderia se fosse um produto, viu! Garantiria melhores resultados se ainda fosse usada junto com outro, mas conhecido como Óleo de Peroba. O melhor do Politicalization in Company seria o fato de poder ser usado sem restrições e em qualquer ambiente. Com certeza seria sucesso de vendas, ainda mais se tivesse José Sarney como garoto propaganda. O jeitinho malandro de conseguir resultados através de manipulações de fato ainda não virou um produto consumível, mas chegou perto. Trata-se de uma vertente para o conhecido xadrez, com a diferença de que cada peça representa um ‘elemento’ político. O Rei é o Presidente; a Rainha, a Justiça; os Bispos, os senadores; a Mídia, os cavalos; o Congresso Nacional, as torres; e claro, os Peões os deputados. Adivinha o nome do jogo? Politicagem. Irônico, não? E quem foi que disse que a politicagem não dá dinheiro… Como a própria caixa do jogo indica, tudo acaba em pizza.

Tim Burton brinca de “Alice no pais das maravilhas”

16535_174026861654_102270346654_3040508_4497008_n

A expectativa é grande para o lançamento do novo filme do diretor malucão Tim Burton. Dessa vez ele resolveu mergulhar na história infantil Alice no Pais das Maravilhas, mas já avisou que não vai ser assim tão fiel ao livro. De qualquer forma, trata-se de um filme de Tim Burton, portanto vale a pena conferir a versão macabra da obra clássica de Lewis Carroll!

No elenco, Johnny Depp (Chapeleiro Maluco), Mia Wasikowska (Alice), Helena Bonham Carter (Rainha Vermelha), Christopher Lee, Michael Sheen, Crispin Glover (Valete de Copas), Anne Hathaway (Rainha Branca), Matt Lucas, Alan Rickman (Lagarta) e Eleanor Tomlinson (Fiona Chataway)

O filme deve chegar ao Brasil em abril de 2010.

Vale dar repeat!

Matt Wertz